Candlestick.com.br - O seu portal sobre análise de candles
Home Quem Somos Links Leia nossos artigos Fale conosco
  Entrevista

ZEN, CANDLESTICKS E O TRADING TRIAD.
STEVE NISON

     
  TRADUZIDO POR JOSÉ ANTONIO BOFFA      
 
Querendo saber algo sobre Candlestick?
Steve Nison pode ajudá-lo!

     
 
     Ele foi o primeiro a trazer ao Ocidente o método dos gráficos japoneses com Candlestick há 20 anos atrás. Ele é a maior autoridade em Candlestick e autor de dois livros fundamentais sobre o assunto, “Japanese Candlestick Charting Techniques” e “Beyond Candlesticks”, e já deu vários seminários sobre o assunto. Além disso, Nison foi um dos primeiros a serem outorgados com a designação de “Chartered Market Technician” (CMT) da “Market Technicians Association” (MTA); é também presidente da “CandleCharts.com”, um website educacional e consultivo.
     Os operadores acostumados com o estilo Ocidental da Análise Técnica podem usar os gráficos com Candlestick? É possível, considerando que os gráficos com candlesticks se transformaram na mais importante ferramenta para os operadores ocidentais, nas últimas duas décadas.
     A editora de “Stocks&Commodities”, Jayanthi Gopalakrishnan, falou com Nison sobre esse assunto em 24/01/2003.

Jayanthi: Porque você ficou interessado nos Candlesticks?

Steve Nison: Por volta de 1980, eu estava trabalhando numa corretora em Nova York e lá havia uma operadora japonesa nativa. Ela tinha clientes no Japão. Ela deveria dar recomendações sobre ações do Nikkei e ela tinha alguns livros sobre análise gráfica mandados para ela do Japão e todos esses livros falavam sobre candlesticks. Num dia qualquer eu estava conversando com ela e nesse momento ela estava olhando um desses livros e isso despertou minha curiosidade.

Jayanthi: E esta curiosidade levou você a aprender mais sobre esse assunto?

Steve Nison: Exato. Ela falou-me um pouco sobre o assunto e por coincidência eu tinha comigo um americano que era tradutor de japonês e estava indo para o Japão. Eu perguntei se ele poderia comprar e me trazer alguns livros sobre candlesticks. Ele disse que sim e depois de um ano ou um pouco mais ele traduziu os livros a meu pedido. Além disso, eu entrei em contato com a “Nippon Technical Analysts Association” e eles sempre me ajudaram muito.

Jayanthi: Candlestick é basicamente uma técnica visual. Há uma grande quantidade de padrões que se consegue ver. Como você determina quais padrões são mais confiáveis e, por outro lado, quais podem ser encontrados mais freqüentemente?

Steve Nison: Os japoneses têm uma boa expressão sobre isso. Eles dizem que a personalidade da ação e do mercado é como a face de um ser humano. Não há duas iguais. Com isso definido pode-se considerar que alguns padrões certamente são melhores para serem usados em certos mercados do que em outros. Se bem que, geralmente, um dos princípios que eu enfatizo em meu material educacional é que muitos sinais confirmam um nível de suporte ou resistência e são mais confiáveis quando indicam uma reversão.

Jayanthi: Sério? Você poderia nos dar algum exemplo?

Steve Nison: Suponha que você tenha um sinal dos candlesticks mostrando um padrão de engolfo de alta quando você tem um corpo branco engolfando um corpo negro numa área de um forte suporte. Eu ficaria muito mais confortável sendo agressivo e comprando nesse mercado particular do que se eu tivesse esse mesmo padrão de engolfo de alta não confirmando um suporte. Uma das questões que freqüentemente respondo em meus seminários é: “Quais são os mais poderosos, as mais fortes figuras, os mais fortes padrões de candlestick?“ Eu sempre digo: “Mostre-me o gráfico quando vir uma figura, ao ver um padrão de candlestick”. Porque sua reação frente a um padrão depende do mercado onde este padrão está acontecendo.

Jayanthi: Que mais você poderia nos mostrar?

Steve Nison: Outro cuidado que se deve tomar é quanto ao risco/recompensa de uma operação. Por exemplo: você pode ter um clássico sinal de baixa tal como uma shooting star. Este é um candle que tem uma longa sombra sobre um pequeno corpo cheio no topo de um ciclo. Você mencionou que candles são muito visuais e uma shooting star nos faz pensar dessa forma. Uma shooting star, com uma longa sombra sobre um pequeno corpo, está nos mostrando que o mercado está rejeitando níveis mais altos. Este é um dos mais significativos, um dos mais fortes aspectos dos candles: você pode pegar uma provável reversão, um potencial sinal de reversão em uma, duas, três sessões.

Jayanthi: Por exemplo?

Steve Nison: Vamos pegar uma shooting star num gráfico diário. Algumas vezes o sinal é completado no fim do dia e o mercado poderá ter ficado forte o dia todo, mas fechado para em baixa. E se alguém pensar em abrir uma operação de venda, seu risco é muito maior porque o mercado ficou forte o dia todo mesmo que no fim tenha formado uma shooting star. Tudo depende do potencial de ganho da operação quando esta operação for iniciada. Se a relação risco/recompensa é ruim não se deve vender numa shooting star. Eu tenho alguns princípios operacionais e um deles é que nenhum sinal de candle pode ser usado para comprar ou para vender. Tudo depende da relação risco/recompensa da operação analisada.

Jayanthi: Como você determina a relação risco/retorno?

Steve Nison: Você pode usar candles para determinar o risco. Por exemplo: no caso do padrão de engolfo de alta eu sugiro usar o mínimo do padrão como uma área de stop de saída. Para determinar o objetivo, o target da operação (e para isso a Análise Técnica ocidental é muito importante) eu poderia olhar as linhas de tendência, ou as médias móveis, ou um pivot de alta, mas o objetivo sempre será baseado nas preferências do analista ou do investidor. O analista ou o investidor tem que escolher seu próprio objetivo e os candles não permite determinar esse objetivo. Candles são excelentes para entrar numa operação com precisão, ou se você já está posicionado ou para sair de uma operação já iniciada anteriormente. Mas, para abrir uma nova posição com um sinal de candles, um dos mais importantes princípios é o seguinte: os candles não nos indicam os objetivos dos preços. Então algumas pessoas irão dizer: “Eu tentei usar os sinais dos candles e eles funcionaram muito bem”, enquanto outras irão dizer: “Eu tentei usar os sinais dos candles e eles não funcionaram“.

Jayanthi: E o que você diz para aquelas pessoas?

Steve Nison: Eu digo a eles que os candles não podem ser testados. Há um artigo em sua revista sobre os testes dos sinais dos candles e eu escrevi uma resposta sobre isso. Candles não podem ser testados porque no esquema do teste deveremos levar em consideração a relação risco/retorno. Deveremos ter um nível de stop de saída e um preço como objetivo. E apenas para afirmar: “Hey, depois de dois ou três dias, logo após acontecer um sinal dos candles, eu estou saindo fora da operação” não é um jeito apropriado de operar usando candles.

Jayanthi: E qual é o jeito apropriado?

Steve Nison: Se alguém está usando os gráficos de candles para operar, esse alguém deve ter determinado seu preço-objetivo. Você pode estar olhando o mesmo ativo que eu, mas seu preço-objetivo poderá ser totalmente diferente. Eu poderia estar usando o sistema de pivot de alta e áreas de maior resistência. Claro que alguns objetivos são óbvios. Num ativo em particular, alguns operadores podem achar que uma média móvel de 30 dias funciona bem e eles podem decidir usar essa média como um objetivo ou uma área de resistência.

Jayanthi: Para determinar os níveis de suporte e resistência, quanto tempo ou qual o período precedente você olha nos gráficos?

Steve Nison: O tempo que for necessário. Se um mercado está fazendo um novo fundo depois de muitos anos, seria importante verificar quanto tempo o mercado demorou em fazer este novo fundo. Isto é muito comum e muitos fazem isso.

Jayanthi: Você usa os candles para todas as operações? Você acha que eles funcionam melhor num mercado de curto prazo e para um mercado lateral sem tendência ou você acha que os candles funcionam melhor num mercado com tendência definida de longo prazo?

Steve Nison: Eu recomendaria usar os candles para um mercado lateral. Muitos dos livros sobre candlesticks que eu traduzi do japonês trazem gráficos semanais. Eu não sei se os japoneses seguiram esta orientação propositalmente ou como os livros foram escritos nas décadas de 60/70 antes das operações de curto prazo se tornarem populares. No meu caso particular eu foquei principalmente o gráfico diário. Eu sei que muitos usam os candles para operações no intraday, mas depois que eu comecei com meus seminários e visitas a clientes e eu não conseguia ficar no meu escritório durante dia, eu não poderia dizer qual o melhor gráfico de candlestick - 5 minutos, 10 minutos ou mesmo uma hora. Normalmente, para os clientes de minha consultoria eu olho o gráfico diário para um senso de direção da tendência de longo prazo. Uma vez por semana eu olho o gráfico semanal. Algumas vezes eu também olho os gráficos intraday porque se podem encontrar sinais no intraday que não poderiam ser encontrados nos gráficos diários.

Jayanthi: Assim como?

Steve Nison: No vídeo do meu workshop, eu tenho uma seção inteira falando sobre o uso das técnicas do intraday. Um dos casos que eu menciono como uma limitação dos gráficos de candlesticks é que você tem que esperar o fim do período para pegar algum tipo de sinal para operar. Se você está usando um gráfico diário, você tem que esperar até o fim do dia. Mas não há nada que diga que você não possa usar o gráfico de 30 minutos ou de 15 minutos, e esperar o fim do período de 15 minutos para considerar o sinal.

Jayanthi: Que tipo de sinal você procurar?

Steve Nison: No gráfico diário, você sabe que no fim do dia que o candle de hoje foi um hammer: um candlestick que tem uma longa sombra para baixo. Assim que você tiver o sinal, o mercado poderá estar dois ou três dólares abaixo daquele dia sendo que poderemos não ter uma boa relação risco/recompensa se você tivesse comprado ali. Mas, durante os primeiros dois períodos de 15 minutos daquele dia, você tem um padrão de engolfo de alta. Este padrão é muito comum aparecer bem antes do fechamento do dia porque você está usando um gráfico intraday. Então você está pegando um sinal antecipado de inicio da operação com um gráfico intraday do que você teria se estivesse apenas com o gráfico diário.

Jayanthi: Você olha outros indicadores, tal como o volume?

Steve Nison: Definitivamente. E tem também algo que eu falo nos meus livros e nos meus seminários. É algo que eu chamo de Trading Triad. Fazendo uma comparação, é como se fosse uma ferramenta com três suportes, um tripé de apoio. Se você pega apenas uma perna da ferramenta, uma perna do tripé, o que aconteceria? Obviamente, iria cair. No Trading Triad a primeira perna é os gráficos com candlesticks e que irão nos dar os sinais mais antecipados para nós entrarmos no jogo, para entrarmos numa operação. A segunda lei são as técnicas ocidentais e, embora minha especialização seja os gráficos com candlesticks, eu tenho 25 anos de experiência com as técnicas ocidentais.

Jayanthi: Então as técnicas ocidentais complementam os candlesticks?

Steve Nison: Junto com seus sinais antecipados de entrada ou saída de uma operação, um dos mais poderosos aspectos dos candles é que eles usam os mesmos dados dos gráficos de barra - abertura, máximo, mínimo, fechamento. Isso significa que qualquer forma de análise técnica que seus leitores usam, ou qualquer técnica que seus autores tenham escrito na sua revista podem ser usadas nos gráficos de candlesticks porque eles tem abertura, máximo, mínimo e fechamento.

Jayanthi: Voltando ao assunto, qual a terceira perna do tripé, do Trading Triad?

Steve Nison: A terceira perna é a administração do dinheiro. É onde entra a relação risco/recompensa que falávamos anteriormente. Todas são igualmente importantes.

Jayanthi: E sobre o volume? Você acredita nele?

Steve Nison: Volume é muito importante bem como também são importantes outros indicadores. Como eu disse, eu olharei as linhas de tendência e os maiores máximos e mínimos. Na realidade, uma das perguntas que eu mais me questionei a respeito foi: “Como fazer uma linha de tendência num gráfico de candlestick?”. Você risca a linha do mesmo jeito que você faria num gráfico de barras. Você liga os fundos do período para ter um nível de suporte ou os topos para ter uma linha de resistência. Este é um poderoso aspecto dos gráficos com candles porque é uma situação igual. Se você está usando um gráfico de barras, você somente terá um sinal de compra e venda do gráfico de barras, mas se você estiver usando um de candles você continuará tendo todos os sinais do de barras e terá também os sinais do gráfico de candles.

Jayanthi: Num mercado como este que estamos vivendo, existe algum tipo de padrão diferente para pode afirmar com convicção que estamos numa tendência de alta?

Steve Nison: Esta é uma pergunta interessante. Nós estávamos falando sobre os sinais e sobre um sinal confirmando o outro. O S&P chegou ao mês de julho à área dos 775 pontos e havia um padrão de engolfo de alta e o mercado fez um rally para a área dos 965 pontos. Depois desse rally o mercado, durante o período agosto-outubro voltou a cair e nos dias09 e 10 de outubro ele fez outro engolfo de alta com um mínimo de 776.

Jayanthi: O que estes padrões significaram?

Steve Nison: Que o padrão de engolfo de alta de outubro foi muito mais significativo porque ele confirmou uma área de suporte ao redor dos 775 pontos formada em julho. Então ele nos mostrou um sinal de compra com um potencial fortíssimo porque havia dois padrões de engolfos de alta num mesmo nível de suporte. A próxima referência diz respeito ao objetivo. Aqui de novo outros operadores ou investidores podem ver isso de forma diferente. Mas se temos um fundo em julho nos 775 pontos e temos um máximo em 22 de agosto nos 965 pontos então há um provável fundo duplo neste local. Eu posso esperar um retorno ao topo do fim do ciclo anterior nos 965 pontos. Agora, as pessoas poderiam me perguntar: “Hey, onde você está indo buscar isso?”.

Jayanthi: E onde você estaria indo buscar?

Steve Nison: Eu tenho algo que eu chamo de meu princípio do “se - então”. Se o mercado faz algo então eu reajo de acordo com ele. Eu digo que se nós fomos para cima dos 965 pontos, nós teríamos 200 pontos da base para um range de 775 para os 965. Técnicas ocidentais padrões sugerem que temos que pegar a altura do range e adicionar isso ao valor da quebra da resistência. Eu estou dizendo que se nós fecharmos acima de 965 nós poderemos esperar os 1165.

Jayanthi: Mas nós não fizemos isso.

Steve Nison: Não, nós não fechamos acima dos 965 pontos. O ponto mais alto do rally do engolfo de alta de outubro parou os 954 pontos. Então o mercado não está conseguindo ir acima da área dos 965 pontos. Isso significa que nós não confirmamos o fundo duplo. Então, agora, eu acho que iremos ficar parados, encaixotados numa congestão entre 765 e 955-965. Uma das coisas que eu estou olhando agora é justamente mostrar a você como eu uso a técnica ocidental clássica, no movimento do S&P do meio de outubro de 2002 até hoje. Parece estar se formando uma figura ombro-cabeça-ombro no topo. Tenhamos ou não preços de fechamento abaixo do range, eu mostrei a força dos candles. Quando se tem um ombra-cabeça-ombro no topo de um gráfico de barras você também terá um ombro-cabeça-ombro no gráfico de candles, mas não há um padrão de engolfo de alta num gráfico de barras. Eu convido você a mentalmente converter um gráfico de barras para um gráfico de candles, mas para que fazer isso? Basta olhar um gráfico de candles.

Jayanthi: A questão é saber se a congestão será quebrada para baixo. Se quebrar então...

Steve Nison: Caso rompa, eu observaria um retorno para a área dos 965 pontos.

Jayanthi: Existe algum padrão especial ou específico sobre o qual você gostaria de falar?

Steve Nison: Dois padrões em especial. Um deles é o engolfo de alta que nós falamos sobre ele com o S&P. O outro é o doji que acontece quando em um período temos o mesmo preço de abertura e fechamento, podendo ser um par de centavos entre moedas, ou petróleo ou qualquer coisa semelhante.

Jayanthi: Você gostaria de falar sobre o doji, certo?

Steve Nison: Sim. O motivo pelo qual eu gosto de falar sobre o doji é porque muitas pessoas sabem apenas que os candles são perigosos. Por exemplo, eu dei um seminário há alguns anos atrás para um departamento de operações de uma empresa e o chefe desse departamento escreveu para mim dizendo: “Você está certo quando diz que um conhecimento superficial é perigoso. Nós ficamos sempre correndo atrás dele gritando, Doji! Doji! Doji!” E a razão que eu gostaria de mencionar é porque muitas pessoas realmente aplicam seu dinheiro baseados nos candles. Eles imaginam que são muito entendidos no assunto.

Jayanthi: Você poderia nos dizer o que significa um doji?

Steve Nison: Um doji é uma figura que representa um período no qual o preço de abertura e fechamento são os mesmos, são iguais - e de novo voltamos à natureza visual dos candles – e está mostrando para nós que há um empate entre os compradores e os vendedores. Uma vez eu recebi uma agradável carta de um doutor e eu gostei muito da analogia que ele fez. Ele escreveu: “Como um estetoscópio, candlestick são muito simplistas na sua forma, no seu design, mas verdadeiramente poderosos num diagnóstico”. Candles são simples de entender, mas você pode pegar um monte de informações por intermédio deles. E qual ilustração mais maravilhosa de um mercado equilibrado do que um doji?

Jayanthi: Certo, por isso eles causam tanta emoção.

Steve Nison: Sim, eles identificam um padrão. Eles irão nos dizer: “Hey, o doji é um sinal negativo – Estou indo vender descoberto no doji,” e não é o que ele nos está indicando. O Doji está nos falando que o mercado está cansado, não necessariamente significa que é o momento de vender descoberto.

Jayanthi: Você poderia nos falar sobre outros padrões tais como hammers e shooting stars?

Steve Nison: Certo. Um hammer, por exemplo, deve vir depois de uma tendência de baixa. Não é um hammer se ele vem após uma tendência de alta ou se está no meio de uma tendência.

Jayanthi: E a forma de você dizer se está no meio de uma tendência é olhando os níveis de suporte e de resistência.

Steve Nison: Sim. Pegue como um bom exemplo nossas observações anteriores.

Jayanthi: Quais os outros padrões considerados fortes?

Steve Nison: Eu gostaria de enfatizar o uso dos candles em combinação. Para aumentar a força dos candles, eu recomendaria usá-los como uma ferramenta e não como um sistema, usá-los em conjunto com suas ferramentas favoritas. Mas geralmente, eu diria que os padrões de candles são mais significativos que os candles de forma isolada. Um engolfo de alta poderia ter uma conotação mais negativa do que um doji. Ou uma evening star, que é um padrão com três candlesticks, poderia ter uma conotação mais negativa do que um engolfo de alta ou um doji. Você tem que ter em mente, entretanto, quando você usa estes sinais, que deve sempre pensar a respeito do risco/recompensa da operação. Se você tem um padrão de engolfo de baixa – um grande corpo negro cheio. Algumas vezes você tem este sinal no topo, e talvez não seja confirmado.

Jayanthi: Você poderia falar sobre a administração do dinheiro e como você colocaria em prática esta administração?

Steve Nison: Claro. Os Japoneses tem um ditado: “Água pode ao mesmo tempo afundar e sustentar um navio”. Sim, os candles certamente podem te ajudar, mas você tem que levar em consideração a administração do seu capital.

Jayanthi: Você tem algum exemplo?

Steve Nison: Por exemplo, e eu poderia ter falado sobre isso antes, se temos um hammer, você compra no hammer?

Jayanthi: Eu imaginaria que não!

Steve Nison: Isso depende da relação risco/recompensa. Vamos falar sobre um gráfico diário com um hammer nos $30. O mínimo do dia foi $28 e o fechamento foi $30 e o gráfico diário mostra um hammer. Então se o mínimo do dia foi $28, você pega o sinal do hammer no fechamento do dia a $30. Se o mínimo do hammer estivesse numa área de suporte você estaria arriscando $2. Eu normalmente gosto de risco/recompensa de no mínimo ½ para 1 ou 2 para 1. A não se que o preço-objetivo seja $3 ou $4 acima do fechamento do hammer, eu não abriria uma posição de compra aí. Se o mercado corrige nos próximos dias para alguma área perto do mínimo do hammer, ou seja, por volta dos $28, então nós poderíamos pensar em comprar ali, porque nós estaríamos próximos do nível de stop de saída. Mas se temos um hammer completado nos $30 e temos um topo recente nos $35, a compra tem possibilidade de ser boa porque o preço-objetivo está por volta dos $35. Entretanto, outro operador poderia estar olhando uma linha resistência por volta do valor de $32 ou $31. Este operador não compraria nesse hammer porque compra estaria em $30 com uma resistência potencial em $31. Ele estaria fazendo $1 e correndo o risco de $2. Isso é o que eu chamo de administração do capital.

Jayanthi: E o que mais?

Steve Nison: Outra técnica de administração do capital é também utilizando os gráficos intraday. Vamos supor que você opere no intraday. Que você pode fazer isso olhando o gráfico diário para pegar as áreas mais fortes de suportes e resistências. Então você vai para um gráfico intraday e verifica algum sinal dos candles confirmando a área de suporte ou resistência. Suponha que você veja que o maior suporte é em $30 baseado no gráfico diário. Digamos que o mercado abre em $32 e inicie um pull-back, pegando um fechamento nos $30.

Jayanthi: O que você faria?

Steve Nison: Quando isso acontece, eu talvez fosse ver um gráfico intraday, um gráfico de 15 minutos ou um gráfico de 30 minutos, ou algum outro qualquer que você achar mais confortável. Como o mercado fechou no $30 numa área de suporte e você viu um padrão de cunho altista no gráfico de 15 minutos, você pega um sinal dos candles no intraday. Se estiver confirmando uma área de suporte de longo prazo no gráfico diário você certamente ira aumentar muito as chances de sucesso e diminuir muito seu risco envolvido. A grande sacada na administração de capital é diminuir ao mínimo o risco e aumentar ao máximo o potencial de ganho, a recompensa.

Jayanthi: Você tem alguma opinião a respeito do mercado atual?

Steve Nison: Eu acho que o S&P está apresentando u ma perspectiva técnica negativa por causa do ombro-cabeça-ombro que foi por nós discutido anteriormente o qual nos dá um objetivo no padrão de engolfo de alta perto dos 775 pontos com prazo entre julho-outubro. Um fechamento acima de 870 desconfigura isso.

Jayanthi: Muito obrigado Steve.



 
Steve Nison
 

Política de privacidade   |   Links   |   Em Foco   |   Mural   |   Depoimentos